ENCERRANDO A EDUCAÇÃO INFANTIL COM POESIA: POESIA FORA DA ESTANTE

Esta semana a Si concluiu a Educação Infantil. Houve uma simples e linda cerimônia de encerramento no pátio da escola. Vestidas com os uniformes, as crianças apresentaram a trajetória da turma ao longo dos quatro anos e suas brincadeiras preferidas, além de músicas escolhidas por elas através de votação. Ao final, cada uma recebeu de presente da escola um livro. Quer presente mais especial? Só mostra o quanto a escola estimula o amor pela leitura.

Capa.

Capa.

A Si ganhou o livro “Poesia fora da estante”, que reúne poemas de autores nacionais selecionados pelo Centro de Pesquisas Literárias da PUC/RS especialmente para o público infantil. Entre os autores estão alguns bem conhecidos, como Carlos Drummond de Andrade, Ferreira Gullar, Mário de Andrade, Mario Quintana, Oswald de Andrade, Paulo Leminski, Sérgio Caparelli e Vinicius de Moraes. Vários não costumam estar em obras destinadas para crianças. Segundo as organizadoras:

Com uma seleção desta natureza pretendemos alargar o elenco de opções de leitura das crianças, dando-lhes acesso a autores e texto novos e já consagrados, que, pelas vias tradicionais, não costumam estar ao dispor desse público. Ao mesmo tempo, dessacralizamos mitos literários, sempre inalcançáveis aos pequenos leitores que, inúmeras vezes, precisam se contentar com uma literatura menor, como se tamanho fosse estigma. É claro que há bons textos poéticos dirigidos ao público infantil, como também mostramos nesta antologia, mas essa oferta pode ser em muito acrescida se contarmos com a produção lírica não rotulada, mas passível de compreensão dos novos receptores.

Não temos lido muitos poemas ultimamente, então esse livro chegou numa ótima hora. Na mesma noite da cerimônia, após a festa da turminha, iniciamos a leitura. Comecei pelos que considerei de mais fácil aceitação pela pequena, entre eles alguns já conhecidos, como o “O Relógio”, de Vinicius de Moraes. Caprichei na interpretação e na entonação, para empolgar minha ouvinte. Logo estava lendo alguns dos poemas. Folheava o livro, escolhia e declamava. Sim, declamava! Lia em voz baixa uma parte do poema, abaixava o livro e recitava. Depois, deixou de lado o livro e passou a inventar versinhos. Muito lindo e ver! O poema que ela mais gostou de ler foi “H de Hora”, de Elza Beatriz, poetisa mineira que eu não conhecia:

H de Hora

Há hora pra tudo, dizem,

e tudo tem sua hora

mas ninguém fez no relógio

a hora de não ter hora.

Através da arte muitas vezes revelamos nossos sentimentos. Essa escolha pela pequena diz tudo, é chegado o momento de tirar umas boas férias e dar um descanso ao relógio! Super recomendo esse livro.

Fica a dica!

Autoras: Vera Aguiar (Coord.), Simone Assumpção e Sissa Jacoby.

Ilustrações: Laura Castilhos

Editora: Projeto

Ano: 2007

Número de páginas: 125

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s