história em quadrinhos

ASSIM É A VIDA

Capas.

Capas.

Mais uma vez a França se faz presente, desta vez com “Assim é a vida”. Trata-se de uma coleção de livros com histórias em quadrinhos destinada a crianças de 6 a 11 anos. As histórias giram em torno das vivências dos irmãos Lili e Max, suas angústias, suas dificuldades e a forma como se relacionam como os outros.

Lili é malcriada.

Lili é malcriada.

Ao ler as histórias, a Si logo vai fazendo comparações com ela mesma, em determinados momentos afirmando a diferença, em outros identificando semelhanças. E, com isso, reflete sobre seus sentimentos e atitudes. Esse convite à reflexão é reforçado com uma seção em cada livro intitulada “E você?”, em que constam uma série de perguntas como as que seguem.

Se você se acha feio(a)… Você se lembra de pequenas frases que fizeram você perder a confiança em você mesmo(a)?

Se você não gosta de perder… Você tem medo que riam de você se você perder? Fica com inveja dos que ganharam de você?

Se você não é bem-educado(a) (…) é por que você tem medo que pisem em você? As pessoas costumam ser mal-educadas com você?

Para refletir.

Para refletir.

Ao final da seção, é sugerido à criança que busque conversar sobre o tema com seus pais ou amigos. Se acompanhamos a leitura, temos a oportunidade de estabelecer um bom diálogo sobre essas questões.

A Si tem três títulos da coleção: “Lili é malcriada”, “Max não gosta de perder” e “Lili se acha feia”. Demonstra grande interesse por todos!

Fica a dica!

Coleção: Assim é a vida

Autora: Dominique de Saint Marx

Ilustrações: Serge Bloch

Editora: Callis

Ano: 2010

Número de páginas: 32

BETO E BIA EM: DE MENTIRINHA

Capa.

Capa.

Adorou! Ganhou hoje dos avós, junto com outros livros e um brinquedo. Depois de dar uma rápida olhada em tudo, parou e leu “Beto e Bia em: De mentirinha” de um fôlego só. Não que não tenha gostado do brinquedo, ao contrário, mas é que realmente adora as aventuras dos dois ratinhos. Me chamou a atenção a fluência na leitura. O outro da coleção a Si também lê com facilidade, mas o tem já faz algum tempo.

Bia e Beto.

Bia e Beto.

Assim como no outro livro, que eu já comentei aqui, as belas ilustrações e o enredo simples conquistam a criança. Sem falar no fato de ser em quadrinhos, preferência atual da Si. Nessa história, Beto quer brincar de pirata sozinho e faz de tudo para manter longe Bia, sua irmã menor. Ao final, descobre que brincar com a irmã é mais divertido.

Fica a dica!

Autor e ilustrador: Geoffrey Hayes

Editora: Cia. das Letrinhas

Ano: 2012

Número de páginas: 32

UM OUTRO PAÍS PARA AZZI

Capa.

Capa.

Em função da convivência com os primos mais velhos, a Si passou uma fase em que falava muito em guerra. Isso porque havia jogos de videogame e filmes proibidos a ela (e liberados a eles) com essa temática. Para que compreendesse um pouco de que se trata uma guerra, procurei apresentar o assunto através de filmes e livros que considerei adequados para sua idade. Foi então que encontrei o livro “Um outro país para Azzi”, de Sarah Garland.

Através de uma história em quadrinhos, a autora apresenta a história de Azzi e sua família, refugiados de guerra. A necessidade de deixar para trás o seu lar, o drama da separação de quem fica, a chegada ao novo país com idioma e cultura diferentes são lindamente retratados numa linguagem perfeitamente acessível a crianças a partir dos 5 anos de idade.

umoutropaisparaazzi_2_3

Apesar de abordar uma realidade dramática, a história passa uma mensagem de esperança. No novo país, Azzi faz novas amizades e passa a reconstruir a vida junto a sua família.

A Si gosta muito dessa história. É bom, pois começa a descobrir que muitas crianças vivem realidades bem diferentes da sua e de seus amigos. E conhecer a realidade é o primeiro passo para ao menos tentar transformá-la.

Quem quiser saber mais sobre o livro pode ler a crítica que consta no site Opera Mundi.

Fica a dica!

Autora e ilustradora: Sarah Garland

Editora: Pulo do Gato

Ano: 2012

Número de páginas: 36

BETO E BIA EM: NÃO PODE, NÃO

Capa. Imagem da editora.

Capa. Imagem da editora.

Já faz um tempinho que a Si gosta de histórias em quadrinhos, mas seu interesse aumentou quando passou a ler sozinha. Tem sido grande o consumo de gibis da Magali e da Luluzinha, seus preferidos.

Como eu também adorava esse tipo de história, procuro disponibilizar para a pequena. Infelizmente, no Brasil ainda são poucos os títulos de HQs destinados ao público infantil. Não me refiro aos gibis, facilmente encontrados nas bancas de revistas. Mas livros, com histórias e imagens mais bem trabalhadas. Por isso, fiquei muito feliz quando descobri o livro “Beto e Bia em: Não pode, não”.

betoebia_1O livro, de autoria de Geoffrey Hayes, traz a história de uma ratinha e um ratinho, irmãos, e suas aventuras no quintal da casa vizinha. Quando ficam sabendo que há uma criança nova na casa ao lado, querem descobrir de quem se trata. A essa curiosidade, soma-se a desconfiança de que essa criança seria a responsável pelo desaparecimento de um brinquedo de Beto. Os dois ratinhos partem em uma aventura que vai lhes render um ótimo fruto, a conquista de uma nova amizade. A relação entre irmãos está muito bem representada no livro, com a alternância de momentos de implicância e momentos de puro companheirismo.

betoebia_2As ilustrações são muito bonitas. As expressões dos ratinhos são ótimas! Como ocorre nas HQs, além das falas das personagens, temos os sons de passos etc. A Si gosta de fazer uma leitura compartilhada das histórias em quadrinhos. Assume a voz de algum personagem e me passa a de outro. Isso torna a leitura dinâmica e mais divertida.

A editora indica a leitura do livro para crianças a partir de dois anos. O presenteei para a Si quando ela já tinha cinco anos e está entre seus prediletos nos momentos em que quer ler ela mesma.

Para o Dia das Crianças eu já encomendei “Beto e Bia em: De mentirinha”. Depois que lermos conto como é.

Fica a dica!

Autor e ilustrador: Geoffrey Hayes

Editora: Cia. das Letrinhas

 Ano: 2012

 Número de páginas: 32